Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Sucesso da agricultura passa pela inovação na produção

Miguel Albuquerque diz que o caminho a seguir para a Agricultura madeirense passa pela utilização das novas tecnologias e pela adaptação a novos métodos de produção e proteção das plantas, a par de introdução e posterior consolidação de mecanismos de salvaguarda dos índices de produtividade e de qualidade. 18-02-2021 Presidência
Sucesso da agricultura passa pela inovação na produção

O presidente do Governo Regional visitou hoje uma exploração agrícola em Santa Cruz, que disse ser o exemplo do que deve ser a Agricultura madeirense, sublinhando que «tem meio hectare e produz mais de 15 mil quilos de banana por ano, apresentando técnicas de cultivo adaptadas e muito bem conseguidas, que fazem com que haja produção constante ao longo do ano».

«O Inverno é o período de menor produção de banana, mas as técnicas aqui utilizadas permitem consistência de produtividade ao longo de todo o ano. Isto significa que, como costumo dizer, a agricultura de hoje tem muito a ver com a tecnologia», enfatizou.

O governante considerou ainda que a evolução da nossa agricultura tem sido exponencial nos últimos anos, acompanhando as novas tecnologias e os novos métodos de produção, sempre com o fito na qualidade produtiva. «É o caso desta plantação, com produção de cerca de 90% de banana extra, que é a mais bem paga», sublinhou.

Questionado pelos jornalistas, Miguel Albuquerque recorda que a GESBA tem papel fundamental na exportação da banana para diversos mercados e que está, neste momento, a ser introduzida a nossa banana biológica em supermercados e restaurantes gourmet.

Reiterando que a banana da Madeira é a melhor do mundo, o líder madeirense acentua que «temos de produzir produtos de excelência, para nichos de qualidade». «É o caso da banana. A da Madeira nada tem a ver com a da América do Sul. A nossa é a mais bem paga! Porque é a melhor!», concluiu.