Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Partilha de Boas Práticas em Autoavaliação - 1º Ciclo/Pré-Escolar/Creche

Comunicações das escolas no âmbito da partilha de boas práticas de autoavaliação 29-11-2018 Direção Regional de Inovação e Gestão
Partilha de Boas Práticas em Autoavaliação - 1º Ciclo/Pré-Escolar/Creche

No passado dia 21 de novembro, entre as 9h e as 13h, realizou-se na Casa da Cultura de Câmara de Lobos a 1ª sessão de partilha de boas práticas no âmbito do processo de autoavaliação dos estabelecimentos de 1º Ciclo do Ensino Básico com pré-escolar e com ou sem unidade de Creche da rede pública. Este momento foi dinamizado pelo Gabinete de Apoio à Organização e Planeamento do Sistema Educativo Regional (GAOPSER), Direção Regional de Inovação e Gestão, em parceria com as escolas, tendo por base o trabalho de proximidade feito junto das mesmas, onde testemunhou a riqueza e diversidade das práticas em curso, concluindo que a sua partilha com os pares permitiria troca de experiências e esclarecimentos de dúvidas o que representaria uma mais valia em termos de eficiência do processo em causa.

 

Lançou-se o repto às escolas que aderiram com grande interesse a esta sessão de trabalho, registando-se a presença de, aproximadamente, cento e cinquenta participantes, entre representantes das equipas de autoavaliação, Diretores das escolas e Delegados Escolares.

 

Da primeira parte deste encontro, destacamos a intervenção do Exmo. Sr. Secretário Regional de Educação em que se reforçou a importância da autoavaliação, por se tratar de um processo de autoconhecimento dos contextos, circunstâncias, forças e fraquezas, handicaps ou daquilo que são as mais valias, permitindo planificar estrategicamente a ação através de um projeto educativo de escola que corresponda a cada situação, facilitando percursos de sucesso. Enalteceu, ainda, o empenho colocado pelos profissionais no desenvolvimento deste processo, ultrapassando da melhor forma os constrangimentos ocorridos.

 

A segunda parte foi preenchida pelas comunicações das três escolas selecionadas: a Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Vargem (Câmara de Lobos), a Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Camacha (Santa Cruz) e a Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar Ribeiro Domingos Dias (Funchal). Estas escolas representam realidades muito diversas a vários níveis, designadamente, por se integrarem em contextos muito diferentes, por terem diferentes características em termos de recursos e por se encontrarem em momentos distintos de desenvolvimento do projeto educativo de escola. Essas diferenças antecipavam a possibilidade de uma partilha rica em diversidade de abordagens e resultados. Terminadas as apresentações, houve espaço para debate.

 

Concluíram-se os trabalhos com uma intervenção do Exmo. Sr. Diretor Regional de Inovação e Gestão que destacou a importância da continuidade e consistência do processo de autoavaliação, pois esta é essencial para a fundamentação de um projeto educativo de escola que estabelece orientações estratégicas para o quadriénio seguinte, operacionalizadas no plano anual de atividades, orientando a ação de todos os profissionais para os mesmos objetivos. Referiu, ainda, que a qualidade do processo de autoavaliação tem implicações na qualidade da resposta educativa ao contexto de cada escola, sendo este o verdadeiro espaço de autonomia.