Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Ortofotocartografia da RAM acessível ao público nas plataformas da SRAAC

Com a conclusão do projeto “Aquisição de Ortofotocartografia Digital à escala 1:2000 para o arquipélago da Madeira” da responsabilidade da Secretaria Regional de Ambiente e Alterações Climáticas, a Região Autónoma da Madeira passou a dispor de uma nova cobertura cartográfica com abrangência territorial que inclui as ilhas da Madeira, Porto Santo, Desertas e Selvagens. 28-11-2019 Direção Regional do Ordenamento do Território e Ambiente
Ortofotocartografia da RAM acessível ao público nas plataformas da SRAAC A obtenção desta nova base cartográfica de imagem, referenciada no tempo aos anos de 2018 e 2019, vai possibilitar a adequação e atualização de diversos estudos de caraterização territorial na área dos riscos, do ordenamento do território, da caraterização do uso do solo, do inventário de infraestruturas públicas e privadas, entre outras finalidades, bem como dotar as entidades públicas de uma base cartográfica sobre a qual possam ser desenvolvidos instrumentos e soluções aplicacionais de apoio à decisão.

De forma simples, o ortofoto corresponde a uma imagem digital do terreno que no seu conjunto, constitui uma base sobre a qual podem ser sobrepostas outras cartografias ou bases de informação geográfica de várias escalas locais a nacionais. A partir do segundo semestre de 2018 foram desencadeados voos com aeronave munida de equipamentos de última geração para a captação de imagens digitais a cores, com 10 cm de resolução para todo o arquipélago.

Para agilizar e tornar mais fácil o acesso público à nova ortofotocartografia da RAM, foram criados serviços de visualização WMS, segundo normas abertas, que tornam imediato o acesso por via digital à informação disponibilizada a partir da iRIG-Madeira, infraestrutura regional de informação geográfica.

Desse modo, a consulta pelo público poderá ser realizada no Geoportal iRIG-Madeira https://irig-geoportal.madeira.gov.pt/IRIGMadeira/. No entanto, ao ser uma base cartográfica de imagem adequada para usos profissionais, académicos ou para fins educativos, a consulta através de serviços de visualização remete para os endereços web do WMS, ou do WMTS , reconhecidos pela esmagadora maioria de aplicações informáticas na área dos sistemas de informação geográfica, incluindo o QGis, software que em 2018 foi designado de Madeira após promoção de evento pela então Secretaria Regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas.

Sublinhe-se que o requisito de acesso digital segundo normas WMS obedece às disposições legais respeitantes à partilha de informação geográfica de entidades públicas no espaço nacional e europeu, emanadas da Diretiva INSPIRE.

A nova geração de ortofotomapas constitui uma atualização da última produção ocorrida em 2010 e apenas para a ilha da Madeira, tendo implicado um investimento da SRAAC na ordem dos 210 mil euros, cofinanciada em 85% pelo POSEUR, no eixo de caracterização de riscos naturais no Arquipélago da Madeira.