Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

SESARAM retoma a formação em Suporte Avançado de Vida

A formação em Suporte Avançado de Vida (SAV), é um curso com certificação europeia realizado no SESARAM desde 2018, no Centro de Simulação Clínica da Madeira. 21-04-2021 Saúde e Proteção Civil
SESARAM retoma a formação em Suporte Avançado de Vida

O secretário regional de Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, realizou, no dia 21 de abril,  uma visita de trabalho ao Centro de Simulação Clínica da Madeira, no âmbito da formação em Suporte Avançado de Vida (SAV).

O governante agradeceu a todos os participantes o seu empenho nesta fase de retoma da atividade formativa, e foi com muito agrado que realçou o facto de ainda este ano, 2021, o SESARAM tornar-se-á autónomo para a realização destes cursos com a certificação europeia.

Até lá, o Serviço de Saúde da RAM, (SESARAM) irá promover quatro ações de formação,  no mês de maio, e irão abranger 48 formandos.

A formação em Suporte Avançado de Vida (SAV), é um curso com certificação europeia realizado no SESARAM desde 2018, no Centro de Simulação Clínica da Madeira.

A reanimação é fundamental e o SAV é uma formação importante na preparação de profissionais de saúde para situações de abordagem a doentes críticos. 

A formação que esteve suspensa ao longo do ano 2020, fez o seu retorno com a introdução de ajustamentos ao nível dos equipamentos de proteção individual, com o intuito de ensinar aos formandos todas as modificações necessárias para a reanimação de doentes neste contexto pandémico. 

Esta formação conta com a participação de Adelina Pereira, Presidente do Conselho Português de Ressuscitação e formadora deste SAV. Neste contexto pandémico, “foi muito claro que o que caminho que tínhamos de percorrer era continuar a formação em reanimação e integrarmos nessa formação o que é a abordagem a um doente suspeito e todas as medidas de segurança que são necessárias para continuarmos a trabalhar. A banca de demonstração foi adaptada e modificada para a pandemia, para podermos treinar”, realçou a formadora.


Anexos

Descritores