Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Nova unidade de doenças cérebro vasculares no Hospital Dr. Nélio Mendonça.

A Madeira regista cerca de 900 AVC’s por ano. Pedro Ramos garante que a Região está a tratar este problema com elevada segurança e cada vez melhores procedimentos de intervenção 31-03-2017 Saúde e Proteção Civil
Nova unidade de doenças cérebro vasculares no Hospital Dr. Nélio Mendonça. Em Abril será inaugurada a nova unidade de doenças cérebro vasculares no Hospital Dr. Nélio Mendonça. 

Este anúncio foi feito pelo secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, no dia nacional do doente com AVC, depois de assistir às acções de formação dirigidas aos  profissionais de saúde, que a equipa da Unidade de AVC promoveu nos centros de saúde da Ribeira Brava e de Machico, unidades com serviço de urgência.

Pedro Ramos referiu ainda que “desde o dia 1 de Março temos uma escala apropriada para uma abordagem a um acidente vascular cerebral  (AVC) e acompanhamos o progresso que existe, ao nível nacional, no tratamento desta doença”.

 A Madeira regista cerca de 900 AVC’s por ano. 
Este é um dos principais problemas de saúde e pode ser prevenida. 
A via verde do AVC implementada na Região desde 2009 permitiu iniciar o tratamento numa fase precoce e crucial do problema. “Hoje em dia, sabemos que este grave problema pode ser cada vez mais bem  tratado” afirmou Pedro Ramos. 
Além da trombólise que já é feita no SESARAM há alguns anos, neste momento “temos recursos humanos com capacidade para que de uma forma mini invasiva, endovascular travarem os AVC’s isquémicos, através  de trombectomia, um novo procedimento, ou hemorrágicos utilizando substâncias que permitem evitar que o aneurisma continue a derramar sangue para a cavidade cerebral” explicou o secretário regional da Saúde com satisfação.