Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

SRS antecipa-se e adquire vacina em falta recomendada às grávidas até à 36º semana de gestação

Grávidas que estão a atingir tempo limite recomendado para a vacina contra a tosse convulsa já estão a ser vacinadas 28-04-2017 Saúde e Proteção Civil
SRS antecipa-se e adquire vacina em falta recomendada às grávidas até à 36º semana de gestação

O secretário regional da Saúde, Pedro Ramos anunciou hoje, à margem da sessão de abertura das 29º Jornadas de Medicina Geral e Familiar, que decorrem no Funchal,  que o Instituto de Administração da Saúde antecipou a aquisição de 50 vacinas contra a tosse convulsa recomendada a grávidas entre a 20º e a 36º semanas de gestação, junto das farmácias  e respectivo distribuidor 

“Preocupados com esta situação e uma vez que a nossa nova aquisição estava dependente da central de compras nacional, o que é uma norma habitual neste momento, sendo que estas vacinas só viriam na próxima semana, o IASaúde disponibilizou rapidamente, com a colaboração das farmácias e do distribuidor na RAM e podemos anunciar que as grávidas que estavam na fase final da janela para vacinação, vão ser vacinadas”, referiu Pedro Ramos.

Em 2017 o programa nacional de vacinação, que a Madeira acompanha, recomendou a vacinação das grávidas contra a difteria, tétano e tosse convulsa entre as 20 e a 36 semanas de gestação, para a imunização da criança antes do nascimento.

A Madeira está, à semelhança do resto do país com dificuldades na aquisição desta vacina tripla (difteria, tétano e tosse convulsa), aguardando pela conclusão de um processo de aquisição nacional.

Refira-se ainda que a Madeira tem uma taxa de cobertura vacinal acima dos 98 % nas 13 vacinas recomendadas pelo plano nacional de vacinação, o que  garante a imunidade da população em todas as doenças alvo do esquema vacinal recomendado.

Pedro Ramos considerou este um resultado exemplar e um dos pilares na promoção da saúde e na prevenção da doença, elogiando o desempenho dos profissionais de saúde nos centros de saúde, em especial ao pessoal de enfermagem nestas unidades responsáveis pela vacinação. 



Anexos

Descritores