Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Ponto e Vírgula renovado por 4 anos

Suplemento da Educação continuará a ser publicado no DN. ‘La Vie’ premeia os melhores trabalhos do concurso #grande ideia. 21-11-2019 Educação, Ciência e Tecnologia
Ponto e Vírgula renovado por 4 anos O Governo Regional, através da Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, renovou os protocolos de cooperação com o Diário de Notícias e com o La Vie tendo em vista a produção, publicação e divulgação, durante os próximos quatro anos letivos, do Ponto e Vírgula (PV). Com o suplemento mensal de 16 páginas, voltará também o concurso #grandeideia, que premeia os melhores trabalhos dos alunos em sete categorias distintas.

Na assinatura do protocolo, quarta-feira (20 de novembro), na EBS Dr. Ângelo Augusto da Silva, o secretário regional de Educação, Ciência e Tecnologia, considerou estar-se perante uma «conjugação perfeita». «Com o suporte do DN e do La Vie, conseguimos criar um espaço único no país, onde os nossos alunos e as nossas escolas podem apresentar publicamente os seus projetos, trabalhos, pensamentos e talentos», sublinhou o governante, recordando que, há quatro anos, as resistências iniciais foram suplantadas pelo grande entusiasmo dos alunos. «Foi com esse entusiasmo que se viveram estes quatro anos e acreditamos que assim será nos próximos quatro.»

Dígitos do sucesso

Exemplo da superação das expetativas foi a duplicação do número de páginas para 16, após a publicação dos dois primeiros números! Ao longo de quatro anos de PV foram publicadas 31 edições, 472 páginas, 30 escolas participantes, 91 alunos correspondentes, 25 capas realizadas por alunos, 18 jovens editores, 1004 alunos participantes, 468 trabalhos publicados, 200 professores envolvidos, 31 vídeos promocionais produzidos. Nos últimos três anos juntou-se-lhe o concurso #grandeideia em sete categorias, que envolveu 27 jurados, 15 escolas participantes, 403 concorrentes e 308 trabalhos em competição. Depois, há dois anos, foi criado o Mural ‘Academia La Vie’ onde estiveram patentes ao público 86 trabalhos ao longo de 22 meses de exposição no Centro Comercial La Vie Funchal. Finalmente, no último ano, no ‘meia hora com ponto e vírgula’, os 30 minutos semanais na antena da TSF Madeira, participaram 15 escolas, num total de 24 programas, 12 horas de emissão e 78 alunos radialistas.

«Estes números são demonstrativos da qualidade, da capacidade e da competência dos nossos alunos e as nossas escolas. Se hoje este projeto é de sucesso, deve-se a todos os que conseguiram interpretar as potencialidades do mesmo», enalteceu Jorge Carvalho, deixando uma palavra de reconhecimento à equipa da SRE que diariamente se empenha para que este projeto, nas suas diferentes vertentes, se concretize com o sucesso reconhecido.

«Não temos dúvidas de que, sendo a educação e a formação das novas gerações uma responsabilidade social, temos aqui o exemplo do contributo das diferentes entidades para que os nossos jovens possam ter um espaço de participação ativa e de exercício da cidadania. Nessa convicção, é também por aqui que contribuímos para que a sociedade seja cada vez mais capaz e competente», concluiu o secretário regional.

Agradecimento
e compromisso


O gerente executivo da Empresa Diário de Notícias, José Câmara, resumiu a sua apreciação ao documento subscrito às palavras agradecimento e compromisso. «Agradecimento pela confiança novamente manifestada à Empresa Diário de Notícias, bem como a toda a comunidade escolar, aos conselhos diretivos, aos professores e alunos. Compromisso da nossa parte de continuar a honrar este projeto que é ganhador; podem contar com toda a nossa vontade de o engrandecer cada vez mais.»

Ideia inovadora
e consolidada


Por seu turno, o administrador do Centro Novo Funchal, SA, Luís Loureiro, manifestou-se privilegiado por integrar o projeto. «Apraz-nos registar a forma como temos assistido ao evoluir deste projeto, que é mais do que um concurso; é um programa educativo e curricular, é uma mais-valia para todos. Estamos a assegurar que uma ideia que foi inovadora se mantém e se consolida no panorama na Região Autónoma da Madeira. O La Vie, ao envolver-se neste projeto, atinge os seus objetivos e demonstra que um centro comercial assume outras responsabilidades», concretizou.