Governo prevê 300 mil para o JM, e apenas se não for vendido

Verba é igual à que receberão publicações privadas através da MEDIARAM 12-11-2016 Assuntos Parlamentares e Europeus
Governo prevê 300 mil para o JM, e apenas se não for vendido Na capa do DN de hoje vem uma referência ao Orçamento da Região (ORAM), onde se pode ler "..Pasme-se, o JM é contemplado com quase 2 milhões de Euros".  Tal não corresponde à verdade. Os quase dois milhões referidos - em rigor 1 milhão 954 mil euros - dizem respeito a todo o orçamento da empresa pública que, como é de lei, tem de estar inscrito no Orçamento da Região.  Aliás como têm de constar no ORAM os orçamentos  de todas as empresas da esfera pública.  Mas se for lida a rubrica de "fontes de financiamento"  constata-se que a verba que a Região reserva é de 300 mil  euros para ajudar ao financiamento daquele matutino. Cerca de sete vezes menos do que este Governo encontrou há apenas ano e meio, quando iniciou funções. E há que sublinhar que estes 300 mil euros só serão executados caso a empresa não seja alienada. Como é sabido decorre até dia 23 deste mês o período de apresentação de candidaturas à aquisição do JM, e concretizada esta venda a  verba inscrita de 300 mil euros é alocada ao MEDIARAM,  programa de apoios à comunicação social privada. Como aliás explicou o Secretário das Finanças na apresentação do documento. De resto é interessante lembrar que o DN pode vir a receber, caso concorra ao MEDIARAM, mais dos que está previsto no ORAM para o JM. Isto porque poderá  receber 300 mil euros deste programa de apoios, o que aliado aos mais de 23 mil euros que recebe anualmente a TSF  atingirá um total de 323 mil euros para o grupo de média. 

Anexos

Descritores